Muitas mulheres literalmente entram em pânico só de ouvir falar em endometriose. Mas um dos grandes problemas é que boa parte não faz ideia de o que realmente seja essa doença. Por isso vamos, de uma vez por todas, esclarecer isso de uma maneira simples e direta. 

Antes de mais nada é importante que você compreenda o que é o endométrio, já que não é à toa a semelhança do nome da doença com esta parte específica do útero da mulher. 

O endométrio é a camada de revestimento interno do útero, e é submetido a modificações todos os meses por estímulos hormonais. É justamente a descamação dele que gera a menstruação. A mulher portadora de endometriose apresenta desenvolvimento de células semelhantes às do endométrio fora do útero, e essa é a real definição de endometriose.

Essas lesões de endometriose podem ter os tamanhos mais variados e surgir em múltiplos locais, em especial na região pélvica. Focos da doença muitas vezes ficam aderidos e até penetram em outros órgãos, principalmente no intestino e em órgãos do aparelho urinário.

Lesões de endometriose.

Como essas células semelhantes ao endométrio também são estimuladas por hormônios sexuais, é comum existir dor forte durante a menstruação, ou mesmo piora de outros sintomas durante esse período tão delicado do mês da mulher.

Pronto! Agora que você já sabe o que realmente é a endometriose fica um pouco mais simples entender o comportamento de sintomas e até mesmo o tratamento. Mas isso é assunto para outra postagem!